Employer branding: atraia e engaje os melhores talentos

22/04/2019

Autora: Patrícia Eloisa Rech

Dados de estudos e pesquisas têm mostrado, cada vez mais, a importância do employer branding para a atração e engajamento de talentos. Em participação no Fórum de RH da Live University em São Paulo, pude conferir como organizações nacionais e multinacionais estão atentas ao tema e atuando de forma intensa com a marca empregadora, entre elas Carrefour, Stanley & Black & Decker, Love Mondays, Gol, Magazine Luiza.

Vamos primeiramente entender um pouco desse conceito. Employer Branding ou Marca Empregadora é a forma como a empresa se porta perante seus profissionais e como recrutadora diante de possíveis contratados. É a imagem que ela quer projetar para as pessoas sobre como é trabalhar em seu interior.

Pense, por exemplo, qual imagem você faz de como seria trabalhar na Google. Horários flexíveis, roupas confortáveis, internet à vontade, espaços para descanso e lazer? Essa é a imagem que a empresa criou na mente das pessoas.

Essa imagem criada por meio do Employer Branding é essencial hoje, em um mundo onde os profissionais estão cada vez mais inquietos e em busca de algo muito além de um bom salário. Uma empresa que investe no seu ambiente de trabalho e acompanha como está sua imagem consegue atrair novos profissionais de maneira mais assertiva e engajar esses talentos, além de criar uma equipe muito mais focada. Quando a marca é bem trabalhada, acontece aquilo que chamamos de vestir a camisa da empresa.

O conceito já bastante falado no mercado de Client Experience passou também a ser adaptado para o ambiente interno, com o Employee Experience. Não basta atrair o melhor candidato, mas é fundamental manter a boa experiência dele no processo seletivo e na rotina da empresa depois. Na Era da Experiência não é somente necessário encantar o cliente, mas torna-se necessário encantar o funcionário.

A gestão de Marca Empregadora passa então a ser vista como fundamentalmente estratégica e diretamente relacionada com as metas de negócios de uma empresa. Se antes o foco do Employer Branding era na atração de talentos prioritariamente, hoje é muito mais abrangente e a gestão de Marca Empregadora passa a ampliar seu escopo, focando na experiência do candidato e do funcionário, perpassando por toda a jornada do empregado, da atração à separação. Pois os profissionais que estão na sua empresa conduzem as conquistas diárias e levam para o mercado suas percepções, vitórias, frustrações influenciando diretamente a imagem do negócio.

 

Como aplicar o Employer Branding com sucesso?

O primeiro passo é ouvir o seu funcionário. É pensando nas vontades dele que você deve basear sua estratégia. Portanto, escute as opiniões de quem está com você. Descubra o que eles gostariam, o que eles já acham bom e as motivações que levam eles a trabalhar em sua empresa. Quanto mais informações você tiver, mais fácil será de moldar o seu Employer Branding.

Depois, pense também no propósito da sua empresa. Seu Employer Branding tem que ser condizente com a sua realidade e os seus valores. Tenha um propósito claro e verdadeiro. Seja transparente e cumpra suas promessas. Acredite: os trabalhadores, hoje, buscam muito mais ter um propósito e se sentir parte de algo maior – que tenha valor e possa mudar a vida deles, trazer bem-estar e qualidade de vida – que uma promoção, plaquinha na porta ou outros símbolos de status que eram comuns há algumas décadas.

Employer Branding não é só uma tendência. É um novo jeito de gerenciar pessoas e motivar profissionais. É uma nova necessidade do mercado.

 

E quais as experiências que a sua empresa está proporcionando aos profissionais?

dê sua opinião